Quando é o momento certo de renovar o design das suas embalagens?

Quando é o momento certo de renovar o design das suas embalagens?

Está em dúvida se deve ou não renovar o design das embalagens do seu negócio? Nós trouxemos algumas dicas para ajudar. Leia para saber mais!

Basicamente existem dois fatores muito importantes que quem trabalha com varejo e serviços precisa ficar atento: o comportamento dos consumidores e as tendências sobre a inovação e tecnologia que mudam numa velocidade cada vez maior.

Por essas razões, as estratégias sobre como acontece a interação com seu público-alvo precisam ser revistas constantemente, o que inclui ajustes, revisão de planos e, claro, a identidade visual de seu produto no ponto de venda.

Mas a dúvida é: quando se justifica mudar o visual e renovar o design– e formato, muitas vezes – de uma embalagem já conhecida e consagrada por seu público-alvo? É preciso ter em mente que, uma estratégia equivocada pode resultar em embalagens não aprovadas pelos consumidores, comprometendo o posicionamento no mercado. 

Como renovar o design sem perder a aprovação do consumidor

O rebranding faz parte da estratégia de todas as empresas, e em algum momento de sua história ele se faz necessários, e para saber se é a hora de mudar, é preciso entender questões como: Mercado, Concorrências e Resultados. Ou seja, analisar as respostas positivas sobre questões básicas, tais como:

  • A embalagem condiz com o comportamento atual do seu público-alvo? 
  • Os resultados são positivos?
  • As vendas se mantêm estáveis ou em queda?
  • A embalagem já tem muitos anos?
  • Ela não se conecta mais com o consumidor?

Sendo assim, se duas ou mais dessas perguntas tiverem resposta negativa, o ideal é repensar a estratégia por trás da embalagem. 

No entanto, a reestruturação do design de uma embalagem é importante e não quer dizer, necessariamente, que a situação atual não está boa. Afinal, quer dizer que ela pode melhorar. Ao se deparar com uma embalagem redesenhada, por exemplo, os clientes terão a sensação de estar adquirindo algo novo, ao mesmo tempo em que seguem confiando na marca. Uma nova campanha, baseada na sazonalidade – exemplo, uma embalagem de Páscoa – pode justificar uma embalagem especial para um produto já consagrado.

Avalie todo o cenário da embalagem no mercado

Assim, conclui-se que não há um momento específico para renovar o design das embalagens. Afinal, isso depende de uma série de fatores, como o tempo de atuação da marca, o posicionamento do produto no mercado e a forma de se comunicar com os consumidores. Por essas razões, cada marca precisa avaliar as suas estratégias para definir se um rebranding pode ser algo positivo ou não naquele momento.

Fontes: Gualapack, ABRE, La bomba Studio

Fale conosco via
WhatsApp